.

.

miércoles, 23 de agosto de 2017

UNITA Fecha sua Campanha Eleitoral

Fonte :Unitaangola
UNITA fecha com chave de ouro a sua campanha eleitoral
Filda 12.JPG
Milhares de pessoas acataram o apelo da UNITA e acorreram ao acto de encerramento da sua campanha eleitoral que teve lugar esta segunda-feira, 21 de Agosto de 2017, na FILDA.

Mais do que simples demonstração de popularidade, o acto marcou a consagração da UNITA como força vencedora do pleito de 23 de Agosto.

Jovens, adultos, homens e mulheres compareceram em massa para dizer que estão preparados e prontos para operar mudança tão almejada em Angola, em torno da UNITA e do seu Candidato a Presidente da República, Isaías Samakuva.

O local escolhido para albergar o último acto de massas de campanha eleitoral da UNITA começou a receber as pessoas às oito horas e quando eram 11 horas as condições estavam criadas para o inicio do programa que somente ocorreu às 12 horas, quando o líder da UNITA e candidato a Presidente da República chegou ao local e recebido com júbilo por um banho de multidão, por entre canções, aplausos e asobios.

Destaque maior vai para as declarações proferidas pelo Presidente da UNITA e candidato a Presidente da República, Isaías Samakuva.

“Nós palmilhamos este país, por todo o lado onde nós passamos, ouvimos o grito de mudança, todos os angolanos dizem que estão a sofrer”, afirmou Isaías Samakuva, que considerou ser impressionante o sofrimento por que passam as populações amgolanas na diferentes províncias.

“As imagens que a TPA mostra todos os dias são de uma Angola virtual, que não conhecemos”, considerou o líder da UNITA, defendendo a necessidade de mudança, agora.
Fazendo o balanço dos 30 dias de campanha eleitoral, o Presidente Samakuva disse que o povo angolano entendeu e aderiu ao programa da UNITA.

“Estamos prontos para dia da mudança, 23 de Agosto, o povo angolano conduzido pela UNITA já ganhou”, disse o líder da UNITA, que acusa o partido no poder de estar nervoso, desesperado, optando por intimidação e mentiras.

Isaías Samakuva desmentiu, mais uma vez, rumores postos a circular sobre a guerra atribuidos à UNITA caso ganhe as eleições.

“Não há mais ninguém que quer fazer guerra”, disse determinado, o líder da UNITA, sublinhando que os angolanos querem paz, estabilidade e progresso.
Isaías Samakuva falou do Governo Inclusivo e Participativo.

“A filosofia do GIP está na base de que o governo que queremos contará com todos os angolanos, sem olhar para a filiação partidária”, ilucidou, sublinhando o apelo ao voto no dia 23 de Agosto, no número 1.

“O número 1 é que tem soluções para os diversos problemas que o nosso país atravessa hoje”, defendeu, enfatizando que por esta via Angola terá novo rumo e os angolanos uma nova vida.

“Neste momento é um dever patriótico mudar de regime, é um dever patriótico dizer ao MPLA para ir descansar”, apelou Samakuva para quem os angolanos, incluindo os que estão no MPLA e os sem filiação partidária devem votar na mudança.

O Presidente da UNITA dirigiu mensagem de esperança aos empresários angolanos, que viram as suas empresas falidas nos últimos anos, por causa da má gestão do erário público.

“Com a UNITA, as suas empresas vão progredir, vão recuperar o que perderam”, disse, garantindo que num governo formado pela UNITA desvios do erário público será poniveis, independentemente do estatuto social dos envolvidos.

Uma outra mensagem foi dirigida à sociedade civil, que Isaías Samakuva deseja organizada e forte e garantiu que com o GIP a SC será robusta e ajudada a desenvolver os seus programas.

Os militares e polícias foram igualmente alvo da mensagem do líder da UNITA, aos quais Isaías Samakuva assegurou melhores condições de vida e salariais, como forma de combater a corrupção.

“Estes nossos irmãos precisam deu uma atenção especial, são eles que nos protegem, são eles que cumprem missões de soberania, precisam ser tratados com respeito e melhorar as suas condições para usufruir do resultado do trabalho que prestam à nação”, afirmou Isaías Samakuva.

Na sua comunicação, Isaías Samakuva também dirigiu-se aos membros das assembleias de votos aos quais desejou trabalho sério, de acordo com a lei e não em obediência à pessoas com interesses inconfessos.
www.unitaangola.org

Órgãos Conceituados Cobrem Fecho da Campanha

Fonte :Unitaangola
Órgãos Conceituados cobrem fecho da campanha da UNITA
Imprensa Internacional (1).JPG
A UNITA encerrou segunda-feira a sua campanha eleitoral, no município do Cazenga (Campo da Filda) província de Luanda, onde um número consideravél de jornalistas de diferentes órgãos de comunicação nacionais e internacionais fizeram-se presentes para testemunhar um dos momentos históricos para Angola e os angolanos.

Num dia de céu nublado, em plena segunda-feira milhares de pessoas afluiram ao local do evento, para ouvir a mensagem do líder da mudança, Dr.Isaías Samakuva.

E os jornalistas de vários pontos do mundo retratavam com especial atenção e dinamismo todos os factos a volta do cenário.

Os angolanos mostraram-se felizes pelo reconhecimento da presença de vários orgãos de comunicação conceituados no mundo, no acto de massas da UNITA, a exemplos da RTP, AFP, RFI, LUSA, VOA, entre outros, com a certeza de que os acontecimentos que a imprensa nacional não transminte aos ouvintes e telespectadores dentro e fora do país puderam ser divulgados.

Não obstante, estiveram também vários meios de comunicação angolanos, que independentemente da linha editorial a que estão vinculados, estavam prontos e responderam ao desafio da cobertura jornalística do comício de encerramento da campanha eleitoral da UNITA.

Durante o seu discurso, Isaías Samakuva, repreendeu a TPA, (Televisão Pública de Angola), que muitas vezes ou mesmo sempre, oculta os factos reais das actividades realizadas pelo seu partido, principalmente durante a campanha eleitoral. O candidato da UNITA a Presidente da República garante mudanças de funcionamento da comunicação no GIP (Governo Partricipativo e Inclusivo).
www.unitaangola.or

UNITA Encerra Campanha em Luanda

Fonte :KUP
 UNITA encerra sua campanha em Luanda
PR KN310717 (2).JPG
Está a circular em Luanda e nas redes sociais o anúncio da UNITA para o comício de encerramento da sua campanha eleitoral em Luanda, no dia 21 de Agosto de 2017.

Dirigido aos jovens, adultos, homens e mulheres, o anúncio aponta a Feira Internacional de Luanda como local que vai albergar o último acto da caça ao voto da UNITA.

“Vamos todos unidos participar da grande festa e mostrar que a hora da mudança chegou, é agora. Ninguém deve ficar em casa. A UNITA conta com todos para fazer a mudança que Angola precisa”, lê-se no anúnico postado no facebook.

Máquinas e homens trabalham desde a semana passada na criação de condições para a recepção de milhares de pessoas.

Candidato da UNITA Conclui Campanha

Fonte :KUP
Candidato da UNITA conclui campanha nas últimas cinco províncias
Menongue 1.jpg
 O Candidato da UNITA a Presidente da República terminou este domingo a sua campanha eleitoral pelo interior do país, com a realização em Menongue, a capital da província do Kuando Kubango, de um acto de massas no campo Panda.

Kuando Kubango foi a última etapa da caça ao voto pelo líder da UNITA, durante a qual passou e trabalhou nas províncias do Kwanza Sul, Benguela, Huambo e Bié.

Além da caça ao voto para as eleições de 23 de Agosto, o Dr. Isaías Samakuva inaugurou as novas instalações do secretariado provincial da UNITA no Huambo e a nova sede do Partido na Nharea, dois empreendimentos construídos com contribuições dos membros e que reflectem a vontade férrea da UNITA e dos seus membros de realizar Angola.

A semelhança de outras regiões por onde passou, no Kwanza Sul, Benguela, Huambo, Bié e Kuando Kubango, a mensagem do Presidente Samakuva foi em torno da necessidade premente da mudança do actual status quo para uma vida melhor que os angolanos merecem.

A apresentação do programa do Governo Inclusivo e Participativo, (GIP) com incidência sobre as sete prioridade dominou a comunicação do Candidato Isaías Samakuva ao eleitorado das províncias que visitou, em que colocou ênfase à incapacidade do governantes do MPLA de resolver os problemas dos cidadãos.

Isaías Samakuva reiterou nas suas intervenções a capacidade da UNITA de fazer uma governação virada para o cidadão, buscando soluções aos múltiplos problemas que hoje afligem os angolanos.

A rejeição do retorno à guerra, a condenação das manobras da Comissão Nacional Eleitoral, que desenham a perspectiva da repetição do cenário das eleições de 2012, com a transferência de eleitores das suas áreas de residência para as assembleias de votos distantes, bem como o apelo à participação de todos os eleitores nas eleições foram alguns pontos que o Dr. Isaías Samakuva apresentou aos eleitores que o receberam com muito entusiasmo e simpatia.

Por outro lado, Isaías Samakuva insistiu nos apelos à CNE para garantir a lisura e transparência do processo e teceu criticas a esta instituição a forma como está a tratar do credenciamento de jornalistas.

“Nós não queremos mais nada, estamos a pedir que a CNE trabalhe nos marcos da Lei”, afirmou o líder da UNITA, defendendo a credenciamento dos Delegados de Lista dos Partidos.

A criticas feitas pelo líder da UNITA assentam no facto de aquela instituição ter se oposto à presença dos Delegados de Lista suplentes nas assembleias de voto, contrariando a lei.

De salientar que durante os últimos trinta dias, Isaías Samakuva palmilhou o país, levando às populações a esperança de uma vida melhor, com um governo formado pela UNITA.
www.unitaangola.or

Partidos da Oposição Voltam Apontar Dedo a CNE

Fonte :KUP
Partidos da Oposição voltam apontar dedo à CNE
Lideres.jpg
Os Partidos Políticos da Oposição escreveram carta ao Presidente da Comissão Nacional Eleitoral, André da Silva Neto, no passado dia 9 de Agosto de 2017, em que elencavam uma série de assuntos urgentes para discussão e tratamento, visando o normal desenvolvimento das eleições.

As preocupações dos Presidente dos Partidos Políticos prendiam-se com o processo de credenciamento dos delegados de lista, financiamento das despesas dos delegados de lista, deslocação dos eleitores das assembleias de votos previstas para outras distantes dos locais de residência, deslocamento geográfico e criação de novas assembleias de voto, processo de transmissão dos resultados eleitorais, desaparecimento de material sensível, pleno acesso dos madatários e comissários eleitorais as salas e centros de escrutínio.

Não obstante a pertinência dos assuntos apresentados pelos líderes partidários, André da Silva não respondeu a carta, nem aceitou a conversa com os subscritores da mesma.

Volvidos dez dias e perante o facto de a CNE fazer tábua rasa as preocupações levantadas, os líderes dos Partidos Políticos mandataram os seus reperesentantes a fazerem conferência de imprensa, insugindo-se contra a postura da Comissão Nacional Eleitoral.

Adalberto Costa Júnior, (UNITA), André Mendes de Carvalho (CASA-CE), Manuel Muxito (PRS) e Gabriel Simão Gaspar (FNLA) representaram os Presidente das respectivas ormações políticas.

sábado, 19 de agosto de 2017

Nova Sede da UNITA no Huambo

Fonte :KUP
Presidente Samakuva inaugura nova sede da UNITA no Huambo
PR_Malanje-750x430 18-08-2017.jpg
O Candidato da UNITA a Presidente da República continua a convencer o eleitorado, trabalhando esta sexta-feira, 18 de Agosto de 2017, no Huambo, depois de ter estado e trabalhado no Kwanza Sul e Benguela.

Acidente na Caravana do Candidato da UNITA

Fonte :KUP
Agente de segurança provoca acidente na caravana do candidato da UNITA
Acidente-em-Benguela-640x430.jpg
Possuidor de vários cartões de identificação, incluindo o de membro do MPLA e de uma organização de Veteranos de Guerra, um elemento estranho infiltrou-se na coluna do Candidato a Presidente da República, Isaías Samakuva, que se dirigia ao Lobito.

Riscos que Ameaçam a Integridade e Lisura

Fonte :KUP
Riscos que ainda ameaçam a integridade e lisura dos resultados eleitorais 
costa junior parlamento.jpg
CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

RISCOS QUE AINDA AMEAÇAM A INTEGRIDADE E LISURA DOS RESULTADOS ELEITORAIS

A Lei que governa a organização das eleições gerais marcadas para 23 de Agosto, Lei N.º 36/11, foi aprovada por consenso, não por maioria, em Dezembro de 2011. Esta lei impõe mecanismos e procedimentos adequados de controlo, que, uma vez, implementados, permitem a realização de uma eleição democrática.

UNITA Escolhe Cazenga

Fonte :KUP
UNITA escolhe Cazenga para encerramento da sua campanha eleitoral
Franco-Kissama-750x430 16-08-2017 Cazenga.jpg
A Direcção da Campanha eleitoral da UNITA, coordenada pelo Secretário-geral, Franco Marcolino Nhany esteve reunida na última segunda-feira, 14 de Agosto de 2017, na sede da Região Eleitoral do Cazenga.